Introdução à Banda do Cidadão

 

 

O termo CB surge na América e vem de "Citizen Band", que em português significa Banda do Cidadão. Ele foi inicialmente adoptado pelo mundo dos camionistas profissionais norte-americanos que utilizaram este sistema de comunicação para quebrar a monotonia da viagem de longa distância e para ajudar os necessitados de assistência em extensas vias, muitas vezes isolados e longe das populações. Mais tarde tornou-se também um meio de comunicação entre as famílias da mesma cidade, permitindo a troca de informações a qualquer momento, sem limites de tempo e custos.
Apesar dos últimos anos, ainda existem muitos fãs do mundo dos 27 MHz, que continuam a ser atraídos pelo apelo da comunicação de rádio CB. Certamente agora é mais comodo e rápido o uso de um número de telefone ou uma linha de chat na internet, mas não devemos esquecer que tudo isso ainda vêm do conceito de Rádiodifusão pois a locução sempre teve um indiscutível charme. Mas, este sistema de comunicar e enviar mensagens de graça não é apenas um hobby (passatempo)... No mundo da camionagem, graças ao CB e suas “grandes” antenas, motoristas de camiões mantêm relações de amizade, de trabalho e de solidariedade, sem nenhum custo, mas também, e sobretudo, o intercâmbio em tempo real das informações necessárias sobre as estradas, as operações de salvamento, prevenção da segurança nas estradas, informações meteorológicas e tudo o que pode ser útil em situações de emergência. Os canais de comunicação nas frequências CB são diferentes, mas alguns são ajustados para 24 horas sobre 24 dos serviços de emergência locais, como Corpo de Bombeiros, Cruz Vermelha, Protecção Civil, Associações de resgate, resposta à emergência etc.
Pessoas envolvidas em comunicações de banda cidadão locais, tanto em casa base ou móvel seja carros ou camiões, pode participar em operações de emergência, se tal for autorizado pelas autoridades competentes locais.
Todas as pessoas que tenham estações de CB instaladas nos seus veículos como motoristas de camiões, campistas ou condutores de outros veículos, pode enviar informações de acidentes, bloqueio estradas ou tráfego lento, e em seguida, e assim dar um contributo concreto e em tempo real para todos os esforços de socorro para um desastre.
Segurança nas estradas: Graças a rádios CB

 

Texto extraído do site www.sirtel.com, posteriormente traduzido e adaptado por Lidercom-Web. Imagem extraída da internet.